Azedume

Hoje eu tô azeda. Tô naqueles dias de sentir raiva da vida por causa do meu encalhe. Tô com a solidão apertando o calo. Machucando.

Não sei se meu cupido é míope, não sei se ele perdeu o jeito, ou se perdeu a flecha…Porra, joga o arco então!

Tem dias que a gente leva na boa. Na maior parte do tempo, o trabalho ocupa a mente. As obrigações do dia a dia, a correria, a maternidade, tudo não deixa a cabeça ficar vazia. Mas tem épocas que nada disto serve prá te deixar esquecer que não haverá ninguém prá te abraçar no fim do dia, depois que você finalmente deitar a cabeça no travesseiro e relaxar o corpo cansado da labuta.

Pode ser minha gangorra emocional oscilando ao sabor dos meus hormônios, eu sei. Mas incomoda demais. Quando fico assim, nem meu costumeiro bom humor ajuda. Nem brincar de Pollyana faz efeito.

Me incomodas as saudades. Aliás, me incomoda um monte de coisas. Dá vontade de ficar dormente. Dá vontade de entrar num casulo e só sair de lá quando virar borboleta e puder voar prá longe.

É, hoje não tô tão legal assim.

Anúncios

1 comentário (+adicionar seu?)

  1. donluidi
    jun 06, 2011 @ 08:04:20

    Pois é, a solidão é boa na medida certa, para refletirmos sobre a vida, etc e tal. Mas, em demasia, a gente fica chato, se achando inferior, não produzindo no trabalho. Mas, como minha sábia mãe certa vez me disse: tudo ao seu tempo

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: